Visão Geral









O que é Abdômen inchado?







Abdômen inchado, também chamado de distensão abdominal, é quando a área da barriga fica maior do que o normal. A pessoa sente que sua região abdominal está desconfortavelmente cheia.



O inchaço na região do abdômen é um problema comum e afeta de 10 a 30% dos adultos. Além disso, o inchaço abdominal pode interferir na capacidade de uma pessoa trabalhar e participar de suas atividades sociais.







Causas







O inchaço abdominal, ou distensão, é mais frequentemente causado por comer em excesso do que por doenças graves. No entanto, o abdômen inchado pode ser causado por:





Engolir ar (um tique nervoso)

Acúmulo de líquido no abdômen (pode ser um sinal de problema médico grave)

Gases nos intestinos por comer alimentos ricos em fibras (como frutas e verduras)

Síndrome do intestino irritável

Intolerância à lactose

Cisto no ovário

Obstrução intestinal parcial

Gravidez

Tensão pré-menstrual (TPM)

Fibroma uterino

Aumento de peso

Azia

Comer rápido demais

Giardíase

Anormalidades anatômicas do trato gastrointestinal

Alguns tipos de medicamentos





O abdômen inchado também pode ser sintoma de um problema mais grave, como ascite, doença hepática, insuficiência renal aguda, insuficiência renal crônica, insuficiência cardíaca, doença celíaca, intolerância ao glúten, câncer de ovário e insuficiência pancreática.







Dúvidas sobre doença celíaca

Identifique a causa do seu inchaço









Diagnóstico e Exames









Buscando ajuda médica







Procure ajuda médica se:





O inchaço abdominal estiver piorando e não desaparecer

A distensão ocorrer juntamente com outros sintomas inexplicáveis

Seu abdômen estiver sensível ao toque

Você tiver febre alta

Você tiver muita diarreia ou fezes com sangue

Não puder beber nem comer por mais de 6 a 8 horas









Na consulta médica







Entre as especialidades que podem diagnosticar abdômen inchado estão:





Clínica médica

Ortopedia

Gastroenterologia

Endocrinologia

Urologia

Infectologia





Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:





Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram

Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade.





O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:





Quando os sintomas começaram?

Os sintomas são frequentes ou ocasionais?

Qual a intensidade dos sintomas?

Você já foi diagnosticado com alguma outra doença crônica?

Você ganhou muito peso recentemente?

Quais outros sintomas você tem?