Visão Geral









O que é Anemia perniciosa?





Sinônimos: deficiência de vitamina b12 (má absorção)





A anemia perniciosa, também chamada de anemia de Addison, é uma forma de anemia caracterizada pela redução no número de glóbulos vermelhos no sangue devido à incapacidade de o trato gastrointestinal de absorver adequadamente a vitamina B12.



A anemia perniciosa pertence, portanto, ao amplo grupo das anemias megaloblásticas, que consistem basicamente na deficiência de vitamina B12 no organismo. Somente quando ocorre má absorção desta substância pelo intestino é que a condição recebe o nome de anemia perniciosa.







Sinônimos







Anemia de Addison







Causas







A anemia perniciosa é causada pela ausência do fator intrínseco (uma proteína especial) necessário na absorção de vitamina B12 pelo trato gastrointestinal. Essa deficiência pode ser motivada por inúmeras causas distintas, como:





Defeito na absorção pelo trato gastrointestinal, causado por gastrite atópica enfraquecimento do revestimento interno do estômago

Fatores hereditários e histórico familiar para anemia perniciosa

Doença celíaca

Acidúria metilmalônica, uma doença hereditária que atinge o metabolismo e que provoca o acúmulo de ácidos no organismo

Homocistinúria, um distúrbio genético que afeta os olhos, a coagulação sanguínea e até mesmo os ossos

Cirurgia bariátrica

Tratamento da tuberculose com base no ácido para-aminosalicílico

Má nutrição na infância.





Além disso, mulheres grávidas que não se alimentarem corretamente durante os meses de gestação podem dar à luz a filhos com anemia perniciosa congênita. Os bebês com este tipo de anemia perniciosa não produzem o fator intrínseco ou, então, não são capazes de absorver a vitamina B12 corretamente.



Há a suspeita, ainda, de que a ausência do fator intrínseco possa estar relacionada a uma doença autoimune, na qual os anticorpos que deveriam proteger nosso corpo de agentes invasores acabam por destruindo células e tecidos saudáveis do organismo por engano.







Fatores de risco







Apesar de poder surgir em qualquer pessoa de qualquer parte do mundo, a incidência maior de anemia perniciosa ocorre no norte da Europa e em países escandinavos. Além disso, a doença costuma aparecer depois dos 30 anos de idade, mas também pode surgir antes, principalmente em crianças (anemia perniciosa juvenil). Este tipo da condição atinge as crianças antes de elas atingirem os três anos de idade.



Além disso, outras doenças também podem aumentar o risco de uma pessoa vir a desenvolver anemia perniciosa, como:





Doença de Addison

Distúrbios da tireoide, como hiperparatireoidismo

Doença de Graves

Hipopituitarismo

Miastenia grave

Amenorreia

Diabetes

Disfunção nos testículos

Vitiligo.









Sintomas









Sintomas de Anemia perniciosa







Algumas pessoas com anemia perniciosa não apresentam sintomas. Em outras, os sinais são muito brandos e às vezes podem nem ser notados. No entanto, quando os sinais e sintomas da doença aparecem, devido à ausência de vitamina B12 no organismo, eles podem incluir:





Diarreia

Constipação

Fadiga

Perda de apetite

Palidez

Déficit de atenção e outros problemas de concentração

Dificuldade para respirar

Língua inchada ou avermelhada

Sangramento na gengiva.





Além disso, permanecer por longos períodos de tempo com níveis baixos de vitamina B12 pode causar danos ao sistema nervoso e ao surgimento de outros sinais e sintomas, como:





Confusão mental

Depressão

Perda de equilíbrio

Dormência e formigamento nas mãos e nos pés.

















Diagnóstico e Exames









Buscando ajuda médica







Você deve consultar um médico se apresentar sintomas que possam estar relacionados à deficiência de vitamina B12 no organismo. Fique atento, também, aos sintomas decorrentes de longos períodos sem as quantidades necessárias desta vitamina no corpo.







Na consulta médica







Entre os especialistas que podem diagnosticar anemia perniciosa estão:





Clínico geral

Gastroenterologista

Neurologista

Proctologista

Endocrinologista

Otorrinolaringologista

Odontologista

Nutricionista.





Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo. Dessa forma, você já pode chegar à consulta com algumas informações:





Uma lista com todos os sintomas e há quanto tempo eles apareceram

Histórico médico, incluindo outras condições que o paciente tenha e medicamentos ou suplementos que ele tome com regularidade.





O médico provavelmente fará uma série de perguntas, tais como:





Quando os sintomas surgiram?

Qual a intensidade dos sintomas?

Com que frequência você sente os sintomas?

Os sintomas são frequentes ou ocasionais?

Você foi diagnosticado com alguma condição gastrointestinal recentemente? Qual?

Você faz uso de algum tipo de medicamento? Qual?

Você já teve anemia? De que tipo?

Como é sua alimentação?

Você é vegetariano, vegano ou intolerante a algum alimento?

Quais outros sintomas você apresentou?

Você se sente confuso e cansado?

Você tem histórico familiar de anemia perniciosa?.









Diagnóstico de Anemia perniciosa







O diagnóstico para anemia perniciosa é feito, basicamente, por meio da endoscopia digestiva, procedimento muito usado para investigar problemas no esôfago, estômago e intestinos. Na endoscopia digestiva, alguns tubos flexíveis, chamados de endoscópios, são introduzidos pela cavidade oral (endoscopia digestiva alta) ou anal (colonoscopia).



O teste de Schilling, realizado como um diferencial do diagnóstico da anemia megaloblástica, e um hemograma também são exames muito usados para diagnosticar anemia perniciosa.







Tratamento e Cuidados









Tratamento de Anemia perniciosa







O principal objetivo do tratamento de anemia perniciosa é aumentar os níveis de vitamina B12 no organismo. Para isso, pacientes diagnosticados com a doença devem tomar vacinas com a substância uma vez ao mês. Pessoas com níveis ainda mais baixos da vitamina podem precisar de doses extras.



Além disso, outros pacientes podem precisar tomar suplementos de vitamina B12 por via oral. Algumas pessoas respondem bem somente a essa segunda opção de tratamento, tornando as injeções desnecessárias.















Convivendo (prognóstico)









Convivendo/ Prognóstico







Seguir à risca o tratamento e as recomendações médicas é uma prática essencial para se conviver bem com a anemia perniciosa. Além disso, você deve adotar uma dieta balanceada e rica em alimentos que contenham altos níveis de vitamina B12, como carne vermelha e ovos, por exemplo.







Complicações possíveis







Pessoas com anemia perniciosa estão mais propensas a desenvolver problemas no trato gastrointestinal, como pólipos gástricos e, em casos mais graves, o câncer gástrico e outros tipos de tumores na região.



Se a doença não for devidamente tratada ou se ela não for tratada a tempo, pode haver problemas neurológicos graves - às vezes irreversíveis.







Prevenção









Prevenção







O corpo humano necessita de vitamina B12 para conseguir produzir os glóbulos vermelhos presentes no sangue. Para conseguir as doses diárias necessárias desta vitamina, as pessoas devem alimentar-se com carne vermelha, aves, mariscos, ovos e produtos lácteos. Para vegetarianos, veganos e intolerantes à lactose, existe a possibilidade de se tomar suplementos de vitamina B12 também.